Fernando Cury desiste de pré-candidatura em Itatinga

O ex-deputado estadual Fernando Cury anunciou a desistência em concorrer à Prefeitura de Itatinga nas eleições de outubro.

Anúncio ocorreu por meio de um vídeo postado pelo político na noite de sexta-feira, 14 de junho. Motivação foi a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que ratificou, em segunda instância, condenação por assédio sexual contra a ex-deputada Isa Penna, em dezembro de 2020.

A Justiça confirmou a condenação em 4 de julho, fixando pena de um ano, dois meses e 18 dias de reclusão em regime aberto, substituída pelo pagamento de 20 salários mínimos e prestação de serviços à comunidade por igual período da pena privativa de liberdade.

Decisão tomada pelo Tribunal torna Cury inelegível, conforme critérios da Lei da Ficha Limpa. “Quero comunicar que não serei mais candidato em Itatinga nas eleições de outubro, em razão da decisão do Tribunal de Justiça, o que neste momento me torna inelegível”, declarou Cury.

O ex-deputado ressalta que recorrerá da decisão da Justiça, mas pondera o curto período entre a campanha e a resposta do recurso.

“Claro que esta decisão do Tribunal pode ser revertida e entrarei com recurso. Porém, com todo esse trâmite jurídico, não haverá tempo para concorrer às eleições em outubro. Desta forma optei por não mais concorrer”, completou o ex-deputado.

Cury externou agradecimento ao ex-prefeito Ailton Faria e aos partidos que apoiavam a pré-candidatura. Em abril o ex-deputado assinou filiação ao PSDB, que agora deve indicar outro nome.

 Fonte: Noticias Botucatu

Compartilhar

Veja também